SINDSEP - SP

Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias no Minicípio de São Paulo

SINDICALIZE-SE

Outras Secretarias

09/08/2017 - 18:21

Assembleia Campanha Salarial 2017

Os trabalhadores municipais continuam sem reajuste salarial. A proposta do prefeito João Doria é de 0,01% (seja para 2016 ou para 2017), já repetimos inúmeras vezes que isso não aceitamos. Portanto, é importante manter a mobilização nos locais de trabalho. No dia 16 de agosto, às 14 horas, faremos uma Assembleia para definir os rumos da nossa Campanha Salarial, no Centro de Formação do Sindsep.
 
pag 02
 
0,01% NÃO ACEITAMOS
 
A posição do governo de não repor perdas prejudica especialmente Agentes de Apoio e AGPPs, salários mais baixos da Prefeitura. Com a desculpa de crise e rombo no orçamento, assim como o governo Temer, Doria quer passar a conta para os servidores, aposentados e para a população com cortes em gastos no serviço público, poupando empresários e banqueiros que devem bilhões para a Prefeitura. Doria está cortando despesas no orçamento do município, alegando para a grande imprensa que há um grande rombo. Pelos dados da própria Secretaria de Gestão, mesmo havendo um crescimento das receitas próximo da inflação, nos primeiros 4 meses, Doria cortou gastos de 1,6 bilhões na saúde e 1,2 bilhões na educação. Não há um rombo no orçamento, há um caixa guardando 8 bilhões de reais em 4 meses e o Jornal Agora já fala em 12 Bi. Se esse dinheiro será acumulado para o momento das próximas eleições, não sabemos. Mas com certeza prejudica a população que perde serviços essenciais e os servidores aos quais Doria está impondo 0,01%, além de não nomear concursos nas diversas áreas. O discurso do falso rombo está sendo utilizado ainda para justificar um grande projeto de privatizações e terceirizações na prefeitura que, além de ser um cheque em branco, pelo qual os empresários ganharão dinheiro, explorando o patrimônio público sem contrapartida para a população. É o desmonte dos equipamentos públicos e do funcionalismo. Nas mesas o governo argumenta que as últimas carreiras elevaram demais os salários dos servidores e que os aposentados fazem o governo gastar muito, chegando a falar em revisão das carreiras e da previdência. O discurso de Doria é o mesmo discurso que Temer está usando para faze reformas que retiram direitos da população e dos trabalhadores. Você, servidor, deve opinar e participar.
 

 

 

[voltar]