Saúde do Trabalhador

11 de Maio de 2017 - 15:05

Você sabe o que é Burnout?

O termo “burnout” significa uma combustão total, ou seja: uma chama que se consome por completo, apagando.  É assim a experiência do trabalhador que vive a síndrome de Burnout: como se todas suas energias se consumissem e acabassem.

A Síndrome de Burnout é conhecida também como a Síndrome de Esgotamento Profissional. Seus principais sintomas são a fadiga persistente, ou seja, um cansaço que não vai embora, distanciamento afetivo, irritabilidade e/ou insensibilidade diante das situações de trabalho.

O Burnout frequentemente nasce daquela sensação de se dar murro em ponta de faca, de esforços repetidamente e sistematicamente frustrados, especialmente em situações nas quais o trabalho ocupa um lugar de grande importância e valor para a pessoa. Ocorre especialmente em cenários de sobrecarga, falta de autonomia e falta de condições adequadas para a realização do trabalho.

É especialmente comum entre trabalhadores da saúde, educação e assistência social, afinal, os trabalhadores desses campos com muita frequência percebem seus trabalhos como uma espécie de missão, porém essa é uma condição comum ao serviço público em geral, por sua característica de impactar e transformar o social.

Quando um trabalhador está em Burnout, ou seja, profissionalmente esgotado, ele pode passar a ter posturas agressivas ou mesmo frias e indiferentes em relação ao público que ele atende, impactando a população. Isso não se dá por descaso, mas porque o trabalhador está adoecido.

Frequentemente, porém, são feitas cobranças de eficiência desses trabalhadores sem a contrapartida de melhores condições de trabalho, responsabilizando-os unicamente pela eficácia do serviço, sem a consideração de sua situação de saúde.

Se você se identificou com algum dos sintomas citados, procure acompanhamento médico e psicológico. Peça para que os profissionais te atendendo sempre registem qualquer suspeita de relação de seus sintomas com o processo de trabalho.

A única maneira de realmente enfrentarmos o Burnout é lutarmos por transformações e melhorias das condições e organizações do trabalho! Um trabalho sucateado é frustrante, adoece e produz grandes perdas sociais!

 

___________________________________

Carolina Grando - Psicóloga - CRP 06/114283