SINDSEP - SP

Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias no Minicípio de São Paulo

SINDICALIZE-SE

Saúde do Trabalhador

01/06/2017 - 15:32

Você sabe o que são Episódios Depressivos?

Os episódios depressivos se caracterizam, principalmente, por uma perda generalizada de interesse e prazer, além de humor triste. Podem ser leves, moderados ou graves, a depender da intensidade dos sintomas e de quão debilitante o transtorno se mostra. Quando graves, podem ser ou não acompanhados de sintomas psicóticos, como estupor, alucinações e/ou delírios. Episódios moderados ou graves frequentemente tornam-se árduas barreiras, ou até mesmo impeditivos, à realização das atividades cotidianas e de trabalho.

Os principais sintomas dos episódios depressivos são a perda de interesse e o humor triste, que podem vir acompanhados de: fadiga / perda de energia; redução da concentração, capacidade de pensar e/ou tomar decisões; mudanças significativas na alimentação e sono; ansiedade; lentificação ou agitação dos movimentos; pensamentos recorrentes de morte e/ou ideações suicidas.

O processo de adoecimento mental é sempre complexo e diversos fatores podem estar envolvidos na ocorrência desses episódios, como, por exemplo, conflitos e adoecimentos na família, decepções amorosas, lutos extensos e sofrimentos relacionados ao trabalho.

Frequentemente, porém, o trabalho é esquecido como elemento que pode ter papel de destaque no surgimento de uma depressão.

Situações de violência no trabalho, na qual o trabalhador sente-se humilhado ou vulnerável, trabalhos cuja boa realização é impedida por condições precárias ou organizações de trabalho nocivas, atividades sob mudanças constantes, dificultando uma familiarização com os processos de trabalho, divisões de tarefas pouco democráticas, avaliações inconsistentes ou pouco transparentes e falta de reconhecimento por parte chefia, colegas e/ou usuários de um serviço são exemplos de elementos capazes de produzir sofrimento e transtornos mentais, como as depressões.  Sabe-se ainda que trabalhos em turnos noturnos ou turnos alternados facilitam a ocorrência de episódios depressivos, visto que afetam o ciclo circadiano, bem como o convívio familiar e social.

No serviço público é comum a ocorrência das diversas situações produtoras de sofrimento aqui descritas, não sendo surpresa que a depressão seja a causa de tantas licenças médicas no setor.

Muitas vezes, trabalhadores afetados pela depressão são tachados de preguiçosos ou improdutivos, passando por humilhações e questionamentos que comumente colaboram com a piora de seus quadros. É necessário combater a estigmatização do transtorno mental: ele é um adoecimento como qualquer outro e deve ser respeitado, recebido com cuidado e atenção, não com chacotas e agressões.

Se você se identificou com alguns dos sintomas mencionados neste texto, procure acompanhamento médico e psicológico. Caso suspeite que seu trabalho é uma das causas, não esqueça de mencionar isso aos seus profissionais de saúde que o acompanha. Caso ainda não o possua, procure ajuda!

Lutemos por transformações em nossos locais de trabalho! Trabalho decente é trabalho saudável!

Quer saber mais sobre a saúde do trabalhador no serviço público municipal? Acesse a nossa revista sobre o tema aqui.

Carolina de Moura Grando – Psicóloga – CRP 06/114283

[voltar]