Secretaria de Formação

08 de Agosto de 2014 - 17:08

Curso: Políticas de Gênero

Programação do Curso: “Políticas de Gênero”

Módulo I – Dias 29 e 30 de outubro (das 9h00 às 18h00)

Módulo II: 16 e 17 de dezembro (das 9h00 às 18h00)

                                     Local: Centro de Formação Sindsep/SP                                                                                  Rua Barão de Itapetininga, 163 – 2º andar – República/São Paulo

Obs: Devido ao feriado do Dia do Servidor Público, a data do curso "Políticas de Gênero", foi alterada para os dias:  29 e 30 de outubro.

Objetivos:

  • Possibilitar entendimento sobre as relações sociais de Gênero construídas no plano da cultura que impõe determinados papéis sociais e identificar a causa das desigualdades entre Mulheres e Homens;
  • Debater sobre como as desigualdades de gênero influenciam na dinâmica da vida, da saciedade e do mundo do trabalho.

Módulo I: Desmistificar Conceitos. A História das Mulheres na Sociedade.

  • Estratificação social e as minorias. A importância da discussão de gênero na sociedade;
  • Conceito de Gênero. A visibilidade das mulheres como sujeitos históricos; a diferença entre sexo e gênero; o que aprendemos quando crianças; as normas de gênero na sociedade e a identidade das mulheres; gênero e sexualidade; relações desiguais de gênero; Gênero e trabalho; Política e Gênero.
  • Porque é tão difícil mudar as relações de gênero que oprimem as mulheres na sociedade;
  • História do feminismo e relação de gênero x classe social;
  • Análise histórica da formação social e econômica do Brasil sob a ótica de gênero;
  • A presença das mulheres na construção das lutas sociais;
  • A incorporação da dimensão de gênero no movimento social;
  • O papel dos sujeitos para a não reprodução de valores e posturas antiéticas, machistas, racistas e homofóbicas, em diálogo com os princípios e valores defendidos pelo Movimento Social Organizado.

Módulo II: Impactos Sobre o Mundo do Trabalho na Ótica de Gênero

  • A discriminação de gênero diante da subvalorização dos trabalhos considerados femininos – Convenção 100 da OIT;
  • A discriminação das mulheres diante das barreiras de acesso ao mercado de trabalho, desde a seleção, a contratação, enfocando também as discriminações para acessar cargos de comando e considerados masculinos;
  • A dificuldade das mulheres diante da falta de suporte que viabilize a conciliação da vida familiar com vida profissional (o compartilhar as atividades domésticas por todos os membros do núcleo familiar);
  • Mulheres e Homens no Serviço Público. Diferenciais de remuneração, acesso a postos de chefia, acesso a cursos de qualificação nos serviços públicos;
  • Políticas Públicas e Papel do Estado na construção de políticas e ações afirmativas para a superação das desigualdades.