Democracia

10 de Setembro de 2021 - 10:09

Sindsep não se somará em ato do dia 12 de setembro com quem destroi direitos e ataca servidores públicos

O Sindsep, como sindicato engajado nas lutas dos/as trabalhadores/as do país, em defesa da democracia, dos direitos sociais e serviços públicos, tem se somado na participação de todos os atos pelo Fora Bolsonaro.

No último dia 7 de setembro, na manifestação do 27º Grito dos Excluídos, no Vale do Anhangabau, mais uma vez empunhamos a bandeira pelo Fora Bolsonaro junto com as nossas bandeiras de luta, em especial a do combate da Reforma Administrativa (PEC 32), que visa acabar com os serviços públicos. Neste dia, enfrentamos, inclusive, a truculência do do governador Doria que tentou impedir a realização dos atos em oposição a Bolsonaro. Não conseguiu e o ato foi um sucesso.

 

Servidores/as no Vale do Anhangabau reforçaram pedido de "Fora Bolsonaro". | Foto: Alexandre Linares/Sindsep


Porém, no próximo domingo (12/09), não somará forças no ato contra Bolsonaro convocado pelos movimentos MBL e Vem Pra Rua, que desde 2013 atacam a democracia em nosso país com pautas de retrocesso, incluindo o golpe contra a presidenta Dilma Rousseff, que foi deposta do cargo em 2016 sem ter cometido qualquer crime de responsabilidade. Os servidores bem conhecem o MBL, que por meio de seus representantes na Câmara Municipal de São Paulo, como Fernando Hollyday, não se cansam de atacar os serviços públicos e o funcionalismo, chamando-nos inclusive de "vagabundos".

 

Por essas razões, a direção executiva do Sindsep não orientará participação no ato chamado para o dia 12 de setembro. Nos manteremos firmes e presentes no calendário de lutas organizado pela CUT e organizações que defendem a democracia em nosso país.


Aproveitamos para conclamar todos/as servidores/as a participarem, na próxima terça-feira (14/09), às 14h, na frente da Prefeitura de São Paulo (Viaduto do Chá, 15 – Centro), do ato unificado dos servidores públicos contra a PEC 32 da Reforma Administrativa e pela Campanha Salarial 2021.


Em Defesa da Democracia!


Fora Bolsonaro!


Cancela a Reforma Administrativa Já!

 

Chega de 0,01%; Reajuste Salarial Já!