Economia

20 de Janeiro de 2020 - 10:01

Excesso de gastos com servidores públicos é mentira!

Brasil é o 27ª entre os 32 países que têm maior número de servidores; empatado com México e Chile.  

 

 

A grande mídia, parceira dos banqueiros e dos financistas, apoiou a reforma Trabalhista e o teto de gastos de Temer, bem como a reforma da Previdência de Bolsonaro, Agora defende as PECs de Bolsonaro e Guedes, para dar fim aos servidores públicos, e prepara uma reforma Administrativa para acabar com a estabilidade.

 

Criam uma narrativa na tevê, rádio, nos jornais e revistas para culpar os servidores pelos gastos públicos e jogar a população contra. Tudo uma grande mentira, já que o país, mesmo tendo perdido para a Itália, em 2018, o posto de oitava economia do mundo, está longe de ser um país com número grande de servidores. Ocupa a 27ª posição entre 32 países do estudo feito pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) em 2015.

 

O Brasil está bem atrás de vários países com economias liberais reverenciadas pelos oligopólios da imprensa, inclusive EUA e Alemanha que não aparecem nesse gráfico. O Brasil aparece na 37ª posição do ranking. O que eles omitem é que os grandes gastos públicos ocorrem mesmo é com militares, magistrados e políticos, justamente os segmentos que estão sendo poupados ou favorecidos por Bolsonaro.

 

Em estudo mais recente, o mesmo organismo internacional revelou que o gasto per capita com saúde no Brasil é um dos mais baixos entre 44 países analisados, incluindo os desenvolvidos e emergentes. 

 

 

Confira outras matérias da edição de janeiro, clicando no hiperlink Jornal do Sindsep versão digital.