Educação

11 de Fevereiro de 2021 - 10:02

A greve dos trabalhadores da educação começou!

Parabenizamos os profissionais da Educação que participaram do ATO-CARREATa na quarta-feira  (10.02) e todas e todos que se mobilizaram neste primeiro dia de greve em defesa da vida.
 
 
Cumprimos o calendário do dia e consideramos importante uma conversa com os colegas nesta quinta feira. É o momento dos nossos Representantes Sindicais de Unidades (RSUs) e membros do Conselho de Represententes Regionais (CRRs) para dialogar com os colegas dentro ou fora de cada local de trabalho para ampliarmos nossa organização. Definam um horário e convoquem reuniões buscando a unidade no local de trabalho. Criem um link e façam a reunião discutindo a pauta de reivindicações ao governo apresentada pelos sindicatos e entidades e organizem atividades de greve junto a comunidade escolar. 
 
 
 A pauta dos sindicatos entregue ao governo foi:
 
1 – Que o retorno previsto em calendário escolar (planejamento e retorno dos alunos) se dê exclusivamente por meio de atividades remotas;
 
 
2 – Estabelecimento imediato de teletrabalho aos Gestores, Quadro de Apoio e Analistas;
 
 
3 – Adoção de logística adequada para a distribuição de multimeios tecnológicos, entre outros, que não envolvam as Unidades Educacionais, em cumprimento ao artigo 3º do Decreto 59283/20, bem como a segurança territorial da unidade educacional;
 
 
4 - Vacinação dos Profissionais da Educação, já que o governo municipal possui recursos em caixa para aquisição de vacinas, já autorizadas pela Anvisa, ainda que de forma emergencial;
 
 
5 - Testagem em massa, para isolamento social e com controle e mapeamento, inclusive de mutações que possam surgir;
 
 
6 - Equipamento de proteção individual - EPI de qualidade, em quantidade suficiente, em conformidade com as Normas Técnicas da Organização Mundial da Saúde;
 
 
7 - Suporte social às famílias dos estudantes da rede municipal, do ensino infantil ao ensino médio, inclusive a modalidade de Educação de Jovens e Adultos;
 
 
8 - A não transferência de responsabilidade às famílias, em casos de possíveis infecções, o que já é previsto pela SME quando cita, na Instrução Normativa 01/21, a elaboração da "Planilha da Morte", como chamamos;
 
 
9 - A alteração do anexo I, da Instrução Normativa 01/21, que trata das comorbidades que garantem a permanência em trabalho remoto, em consonância com o Decreto 59.283/20. Entendemos que uma instrução normativa deve ater-se em seu conteúdo de questões presentes em legislações anteriores e não apontar rigidez em seu texto para além do que consta no Decreto;
 
 
10 – Revogação do prazo de 15 de março de 2021 para entrega de declarações médicas que impõe uma situação que não contempla a realidade dos serviços médicos para o real atendimento dos Profissionais de Educação.
 
 
É fundamental a discussão da pauta na base para que cada trabalhadora e trabalhador da educação saiba defender essas posicionamentos e argumentar nossas reivindicações.
 
 
Reunião das entidades sindicais
 
No final de tarde e início da noite (17h ás 20h30) desta quarta-feira (10), as entidades sindicais reunidas fizeram um balanço positivo para o 1° Dia de Greve e, para hoje, quinta- feira (11.02) reafirma a importância da organização por local de trabalho. Também discutimos à importância do envolvimento das famílias e profissionais para a vitória de nosssa luta pela vida dos trabalhadores, crianças e jovens estudantes e de todas as famílias. 
 
 
Debatemos também a importância da comunicação com materiais informativos para toda a comunidade escolar, envolvendo principalmente o Conselho de Escola, mas ampliando para cada familiar dos bebês, crianças pequenas, adolescentes, jovens e adultos que fazem parte da nossa turma. Outro ponto fundamental é o início da montagem do nosso Comando de Greve (Regional e Central) bem como, os próximos passos a serem desenvolvidos, entre outras deliberações.
 
 
Plenária dos trabalhadores da educação
 
Nossa Assembleia deliberou por uma Plenária na próxima sexta para a escuta e troca de informações sobre as ações desenvolvidas (facilidades e dificuldades) encontradas neste período inicial. Divulgaremos horário e link oportunamente. É importante para discutirmos juntos, coletivamente, pois greve se faz com democracia sindical e participação da categoria. 
 
 
 
Divulgação dos materiais de greve | WhatsApp do Sindsep
 
Por fim, pedimos que entrem em nossas redes sociais e curtam, comentem e compartilhem as nossas publicações, bem como reproduzam os materiais distribuidos pelo Whatsapp Oficial do Sindsep nos seus grupos e redes sociais. Quem ainda não está cadastrado salve na agenda o número 11 97025-5497 e envie um "oi"!
 
DEBATAM E DIVULGUEM A NOTA DO CRECE ÁS FAMÍLIAS (Aqui)
 
É GREVE PORQUE A SITUAÇÃO É GRAVE!
 
Greve dos profissionais da educação municipal em defesa da vida de toda comunidade escolar