Educação

07 de Maio de 2020 - 10:05

Bruno Caetano, quantas mortes mais haverá na educação?

A Covid-19 continua a fazer suas vítimas nos serviços públicos da cidade de São Paulo. Não só nos serviços essenciais como saúde, serviço funerário, assistência social e segurança urbana. Na educação também. 
 
 
A Secretaria Municipal de Educação publicou em 19 de março uma a Instrução Normativa nº 13, que obriga as escolas a ter ao menos dois funcionários diariamente abrindo e fechando a escola, conforme descrito em seu art 5º, §  2°:
 
 
§ 2º A Chefia Imediata poderá adotar para os servidores o regime de teletrabalho previsto nos artigos 7º e 8º do Decreto nº 59.283/2020 e Portaria nº 24/SG/2020, garantindo a permanência de, no mínimo, de dois servidores nas Unidades Educacionais durante todo o período de funcionamento descrito no artigo 4º, § 1º.
 
 
Devido a esta determinação vários profissionais estão tendo que abrir e fechar as escolas, em regime de plantão, o q mais nos parece para garantir a segurança das unidades, já que até a atualização de endereço para receber materiais e o Cartao Alimentação (que muitos não receberam ainda), foi feito pelas famílias por meio de link no site da Secretaria. São 18 mil profissionais da educação que precisam arriscar suas vidas desnecessariamente. 
 
 
O Sindsep enviou um ofício nesta quarta-feira (06), dentre tantos outros com outros assuntos,  pedindo ao secretário Bruno Caetano, a lista oficial dos profissionais da educação que foram vitimados pelo Covid-19. Enquanto não temos a lista do governo, o sindicato fez um levantamento dos profissionais que perderam a vida para o vírus.
 
 
Queremos deixar registrada toda a nossa solidariedade aos familiares e colegas das vítimas e perguntar para o prefeito Bruno Covas, quantos servidores mais precisam morrer? Chega de mortes na educação!
 
 
- Teresa (Emef Antônia E.Artur Begbie)
 
- Luciano Almeida Silva (EMEF Prof.André Rodrigues de Alckimin)
 
- Luzia (CEU EMEF João Franzolin)
 
- Waldemar (EMEF Humberto de Campos)
 
- Roselene Rodrigues
 
Ana Hilário (DRE Butantã)
 
- Cristiane Machado (EMEI Maria Aparecida Godoy Ramos)
 
- Miriam Assunção (EMEF Dr. Manoel de Abreu)