Educação

12 de Maio de 2020 - 18:05

Sindsep leva campanha Chega de mortes na educação para o CEU Vila Formosa que tem caso de Covid-19 confirmado

Os dirigentes do Sindsep Luba Melo, Maciel Nascimento e João Gabriel Buonavita, estiveram no Centro de Educação Unificado Vila Formosa, onde teve um caso de Covid-19 confirmado, na tarde desta segunda-feira, 11 de maio.


O Sindsep foi até o CEU para verificar o que aconteceu, quais foram as orientações, quais protocolos e procedimentos foram adotas pela Diretora Regional de Educação, com a confirmação do caso na unidade. Com as informações obtidas encaminhar um pedido para o secretário Bruno Caetano para o fechamento integral do CEU Vila Formosa.

 

A diretora do CEI que fica no mesmo local quando diagnosticada solicitou que fosse fechado todo o complexo, obtendo resposta três dias depois da Secretaria informando que só o Centro de Educação Infantil fecharia, todos os demais setores continuam funcionando normalmente. Lembrando que o CEU Vila Formosa fica localizado próximo ao bairro de Sapopemba e de São Mateus, regiões com altos índices de contaminação pela Covid-19.

 

 

“Nosso recado é para que se fechem todas as escolas da rede municipal de ensino. Não precisa estabelecer plantões para que os trabalhadores fiquem circulando pela cidade. É um momento de todos juntos combatermos a Covid-19 e neste sentido a Secretaria Municipal de educação precisa dar sua contribuição. Chega de mortes na educação!”, afirmou Maciel Nascimento.

 

“falamos com alguns trabalhadores, uma pessoa responsável pela gestão na unidade que continua funcionando. A Prefeitura, a secretaria estão colocando em risco a vida dos trabalhadores. Já são mais de 22 profissionais da educação que morreram vítimas da Covid-19, mas também vítimas da negligência do senhor Bruno Caetano e do senhor Bruno Covas”, declarou Luba Melo.

 

Antes dos diretores se dirigirem ao Centro de Educação Unificado da Vila Formosa, participaram de um ato homenagem aos profissionais da educação que perderam suas vidas, vítimas da Covid-19, mas também para exigir que os trabalhadores que estão tendo que ir para suas unidades, que eles possam ficar em casa e realizar o teletrabalho.

 

 

O Sindsep também laçou a campanha Chega de Mortes na Educação! Para reafirmar que os 18 mil servidores que se deslocam diariamente pela cidade, indo desnecessariamente para as suas unidades, devem ficar em casa e cumprir o que o governo tanto defende que é o isolamento social. Neste momento de pandemia, a educação não é um serviço essencial.

 

Queremos ressaltar que o Sindsep segue todas orientações da Organização Mundial de Saúde, referente a evitar contaminação pelo novo coronavirus. Todas as ações que promovemos respeita o distanciamento seguro, o uso de álcool em gel, máscaras e evitamos aglomerações.