Funcionalismo

31 de Agosto de 2022 - 13:08

A luta da categoria junto ao Sindsep arrancou pontos importantes na Lei 17.841/22 (antigo PL 428)

 
• A luta este ano quebrou o ciclo do 0,01% e garantiu a retroatividade das tabelas salariais a 1º maio;
 
 
• Vale-Refeição e Vale Alimentação: o pagamento será no mês seguinte à publicação da lei. A luta conseguiu que o governo alterasse a proposta, uma vez que estava previsto o pagamento apenas para 2023.
 
 
• Nas tabelas das carreiras conseguimos com a mobilização alteração em alguns índices de reajustes. No entanto não traz a reposição das perdas inflacionárias de 46%. Seguiremos na luta pela reposição de perdas inflacionarias. De cabeça erguida estaremos na luta cobrando, do governo o reajuste linear na próxima Campanha Salarial.
 
 
Próximos passos da luta dos servidores municipais:
 
 
• Manutenção dos atuais dispositivos de evolução funcional das carreiras de nível básico, médio, nível universitário e saúde.
 
 
• Defesa incondicional das carreiras da educação. Pela incorporação do abono complementar do piso de 31,77% nas tabelas salariais.
 
 
• Pelo pagamento e incorporação dos pisos nacionais de endemias e enfermagem.
 
 
• Pela valorização das carreiras de nível Básico, Médio e Quadro de apoio da educação.
 
 
• Exigir a reversão das extinções dos mais de 3 mil cargos, por concursos públicos, contra as terceirizações e privatização. 
 
 
• Pela retirada do PL 573 da gestão escolar, em defesa da escola pública.
 
 
• Pela revogação do confisco de 14% dos salários de aposentados e aposentadas.
 
 
O Sindsep esclarece as mudanças criadas com a Lei n° 17.841/22 e defende que a categoria esteja preparada para as próximas lutas como a construção da campanha salarial de 2023 e a luta contra todas as formas de terceirização e privatizações como a recém anunciada entrega de setores de 12 hospitais para as PPP - Parceria Público Privado.
 
 
A nossa luta por mudanças no país se soma com a necessidade da população de superação da crise que estamos vivendo. É necessário nestas eleições, reverter todos os ataques que os trabalhadores vêm sofrendo, na defesa aos serviços públicos, pelas revogações da Emenda Constitucional 95, da Reforma da Previdência e da Reforma Trabalhista. Isso tudo passa pela luta pelo respeito ao voto popular, pela derrota de Bolsonaro e de Ricardo Nunes, parceiros na política e nas maldades.
 
 
Diretoria do Sindsep
 
Gestão Resistir, Lutar e Avançar
 
 
Calculadora:
 
 
 
VEJA AS TABELAS