Funcionalismo

18 de Outubro de 2018 - 15:10

Dia da Cobrança

Servidores do nível básico e médio foram para a rua lutar por seus direitos e arrancam audiência com Secretaria de Gestão

Mais de uma centena de servidores municipais, Agentes de Apoio, AGPPs, e ASTs, representando milhares de colegas de trabalho, realizaram na última quarta-feira, dia 17 de outubro, uma manifestação organizada pelo Sindsep, que teve início na frente da Secretaria Municipal de Gestão, na rua Boa Vista e saiu em caminhada até a frente da Prefeitura, no Viaduto do Chá.

 

A mobilizações deste setor do funcionalismo mostra o crescimento da indignação e impaciência destes servidores com a enrolação da Prefeitura, buscando modificar o cenário por meio da organização e da luta. O objetivo foi o de cobrar do governo a valorização das carreiras, aumento salarial e condições de trabalho que o prefeito tem enrolado para responder.

 

Por pressão da mobilização dos servidores, ao final, uma comissão foi recebida pelo secretário adjunto de Gestão, que exigiu que o governo apresente até sexta-feira (19/10), um calendário efetivo de negociação, na mesa de negociação do SINP (Sistema de Negociação Permanente), quando o novo secretário pretende se apresentar às entidades sindicais.

 

A Prefeitura tem enrolado sistematicamente a categoria. Sérgio Antiquera, presidente do Sindsep, durante a mobilização fez questão de explicar a população que "são esses servidores que fazem a Prefeitura funcionar, são trabalhadores do setor administrativo, de hospitais, CEUs, Bibliotecas, Serviço Funerário”.

 

Segundo João B. Gomes, da direção do Sindsep, “o prefeito tem feito uma “dança das cadeiras” na Secretaria de Gestão, com fins políticos e eleitorais, nomeando e exonerando diversos secretários, o que prejudica o andamento das discussões e o funcionamento da administração pública.

 

Já o dirigente do Sindsep, Vlamir Lima, que representou a categoria no Grupo de Trabalho Interno (GTI), complementou “nossa mobilização se amplia hoje, mas vai ter que continuar, com novos atos e manifestações até que o governo aceite negociar nossa valorização”.

 

A diretora do Sindsep, Djalma Prado, na atividade falou “sou diretora do sindicato, mas antes de mais nada uma agente de apoio. Não vamos deixar exterminar nossa carreira, essa gestão não pode fazer isso”.

 

A nossa força está na nossa mobilização! Agora é hora de conversar com cada colega agente de apoio, AGPP e AST, para somarem na luta. Queremos nossa valorização! Queremos uma proposta de plano de carreira!