Funcionalismo

05 de Outubro de 2018 - 12:10

Plenária dos Agentes de Apoio propõe DIA DA COBRANÇA em 17.10!

Pela Valorização da carreira e dos salários dos Agentes de Apoio e dos AGPPs e ASTs!

Os Agentes de Apoio (nível básico) reunidos em plenária na última quarta-feira, 3 de outubro, no Centro de Formação do Sindsep-SP, deram o ponta pé na mobilização exigindo da Secretaria Municipal de Gestão da Prefeitura de São Paulo.

 

A plenária foi aberta pela diretora do sindicato Djalma Maria Prado, que  colocou de modo claro o objetivo da atividade: construir a mobilização para arrancar da Prefeitura o que é direito dos agentes de apoio. Djalma explicou de modo firme: “nós precisamos sair e mobilizar, sair dos locais de trabalho e ir para mobilização na rua. Temos de chegar junto nos colegas e ir para luta. Se não fizermos, não teremos mais nada! O agente de apoio que se aposentar, não terá nada.”. 

 

Eudes Wesley, diretor interino de formação fez uma intervenção colocando a questão da necessidade de formarmos um movimento para conquistar uma proposta de valorização. Explicou que essa “plenária era produto das reuniões de base nos locais de trabalho para agirmos juntos”.

 

João Gabriel Buonavita, vice-presidente do Sindsep-SP ,  realizou uma fala explicando a grave situação política e social do país e completou “estamos aqui com os Agentes de Apoio que sofrem na mão da Prefeitura com salários arrochados pela lei salarial, pela terceirização e privatização. Somos nós servidores públicos que mais sofremos com o Emenda Constitucional 95 (PEC da Morte) que congelou as despesas públicas”.

 

Durante a plenária, foi realizada uma apresentação da técnica Fernanda Castro, da subseção do Dieese/Sindsep-SP. São mais de 7142 servidores públicos na ativa que formam os Agentes de Apoio e 13062 agentes de apoio aposentados. Em sua apresentação, destacou que a Prefeitura até o momento não fez nenhuma proposta de carreira para servidores. Simulando a aplicação do modelo de subsídio para Agente da Saúde, percebe-se que há prejuízo para os Agentes Apoio caso sejam modelo base para proposta seja o mesmo.

 

Vlamir Lima, diretor de relações intersindicais e da comissão de AGPPs disse que a “Prefeitura está devendo a apresentação de uma proposta de carreira para  o Agente de Apoio (Nível Básico) e aos AGGP e AST (Nível Médio).  Temos de cobrar mas não basta apresentar, temos que exigir a abertura das negociações. Unificar a luta dos agentes de apoio com AGPPs, incluir a contagem de tempo para migração quadro atual para o quadro novo. Governo deve propor valores acima da média salarial”.

 

Lima também afirmou a necessidade de somar as forças dos servidores do nível básico e do nível médio nessa luta. E se comprometeu a propor aos AGPPS e AST somar as forças nessa mobilização, dando a continuidade ao DIA DO BASTA (10/8).

 

Vários Agentes de Apoio tomaram a palavra e colocaram a necessidade de agir e mobilizar os colegas agentes para essa batalha. Vários observaram que é preciso conversar e ganhar cada Agente de Apoio para essa luta, juntando as forças para melhorar a carreira e o salário da categoria.

 

Sergio Antiqueira, presidente do Sindsep-SP fez uma fala contundente destacando que não é aceitável que a Prefeitura pense em uma proposta que dê prejuízos para maioria dos Agentes de Apoio e disse: “nossa briga é exigir da Prefeitura uma proposta. Tem de apresentar uma proposta. Queremos uma proposta para os Agentes de Apoio e AGPPs!”.

 

A plenária foi concluída com uma votação por unanimidade pela unificação da luta com os AGPPs e convocando uma mobilização conjunta para o dia 17 de outubro, ás 14 horas na frente da Secretaria Municipal de Gestão (rua da Boa Vista, 280). Será o DIA DA COBRANÇA, onde vamos cobrar a proposta e o início das negociações com a Prefeitura.