Funcionalismo

12 de Março de 2020 - 16:03

Sindsep mobiliza para o dia 18 de março, trabalhadores do Cemitério da Quarta Parada

Os diretores do Sindsep, João Batista Gomes e Manoel Norberto, conversaram com os trabalhadores do cemitério da Quarta Parada, localizado na zona Leste de São Paulo, sobre a importância da mobilização do dia 18 de março e a defesa dos serviços públicos, na manhã da última quarta-feira, 11 de março.

 

 A cada dia que passa os serviços públicos vem sendo sucateados na cidade de São Paulo pela gestão Doria/Covas e o serviço funerário é um dos que mais sofre com a falta de políticas públicas voltadas para o serviço e a categoria.

 

O Serviço Funerário também está em risco, pois caso seja aprovado o PL 749/19 que extingue autarquias e fundações, deixará incerto o futuro dos trabalhadores desta área e abrirá as portas para a terceirização. Terceirização essa que Bruno Covas tenta desesperadamente obter êxito com este serviço essencial a população.

Constatamos ainda, que as salas de velórios do Quarta Parada estão em reforma, praticamente encerrados os trabalhos. No entanto, não foi realizado a limpeza destes locais. Desta forma, cada dia que o velório permanece fechado, há perdas de receitas para o Serviço Funerário.

 

Nesse sentido os diretores do Sindsep colocaram que o desmonte e o sucateamento do serviço também está na agenda de Bolsonaro e de Paulo Guedes com as três PECs, que prevê a redução dos investimentos no setor público. 

 

Assim, o dia 18 de março, dia de Greve Nacional0, é fundamental para combater a agenda desses que só querem o mal para o país e defender os serviços públicos na cidade de São Paulo e no Brasil.