Notícias

14 de Setembro de 2021 - 20:09

Após pressão, Sindsep e entidades arrancam reunião: governo não avança

Sindsep reafirma pauta de recuperação das perdas salariais de 51,38% e exige do governo que oficialize proposta para Nível Básico e Nível Médio; A menos de 4 meses de findar o ano, governo não inclui servidores no orçamento

O Sindsep, ao lado das demais entidades representantes dos servidores públicos, esteve em mesa de negociação com a Prefeitura ao mesmo tempo em que ocorria o ato contra a Reforma Administrativa (PEC 32) e pela Campanha Salarial 2021. Representando o governo, Marcelo, adjunto da Casa Civil e Fabrício, da Secretaria de Gestão.

O sindicato reiterou a pauta de reivindicações da Campanha Salarial e a preocupação com a intenção do Prefeito Ricardo Nunes em implementar um Sampaprev II, com desconto de 14% no já defasado salário dos servidores aposentados. O próprio governo, com a política de terceirização e privatização é quem traz insustentabilidade ao sistema previdenciário, além de realizar uma lógica salarial de bonificação e gratificação para excluir os aposentados destes ganhos.

Fabrício registrou que existe uma nova proposta de tabela para o Nível Básico e Médio tramitando na Secretaria da Fazenda. No entanto, se negou a apresentar valores ou o índice do quanto causaria impacto no orçamento. A proposta do governo mantém a exclusão da imensa maioria dos trabalhadores (cerca de 90%) e da grande maioria dos aposentados (mais de 70%). Ainda, a proposta conta com alguma possibilidade de ganho apenas para 2022 ou 2023, além de serem ganhos muito baixos, que não chegam nem perto de cobrir as perdas inflacionárias no período.

Além disso, o governo afirmou não ter qualquer proposta referente ao conjunto dos servidores municipais, no que diz respeito a reajustes salariais que tenha sido apresentada a Secretaria da Fazenda. Enquanto isso, os aposentados seguem com os menores salários e podem sofrer mais uma perda salarial, caso o prefeito Nunes implemente o Sampaprev II.

Por fim, o Sindsep registrou discordância com uma das entidades, que declarou ser satisfatório o governo, simplesmente, apresentar a informação de que encaminhará para a Câmara o projeto de lei da reestruturação das carreiras de Nível Básico e Médio, sem que passe por debate com o conjunto das entidades sindicais. Não podemos dar um cheque em branco para o governo e aceitar que a imensa maioria dos trabalhadores de NB e NM, que lutam há anos pelo seu reajuste com valorização, não tenham nenhum ganho.

O Sindsep acredita na luta e não desiste dela!