Notícias

05 de Abril de 2018 - 13:04

Aula pública das mulheres tem conflito com integrantes do MBL

Mulheres que se reúnem todas as quartas no Masp para aula pública, cancelam a atividade por causa de conflito com integrantes do MBL

A dirigentes do Sindsep Luciana Melo (Luba), participou da aula pública em defesa da democracia, nesta quarta-feira, 4 de abril, no vão livre do Masp.

 

A aula que é promovida por um grupo suprapartidário de mulheres acontece todas as quartas feiras e no dia em que o Supremo Tribunal Federal (STF) julga o pedido de habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, não seria diferente.

 

Mas a presença de integrantes do MBL, fizeram as mulheres presentes cancelarem a aula e permanecer no local com faixas em defesa do Lula ser candidato e em defesa da democracia.

 

Porém com a presença dos do grupo a favor da prisão do Lula, houve conflito entre os grupos, em que a PM teve que intervir, separando os grupos. A atividade que estava prevista para encerar às 19 horas, acabou terminando antes.

 

A dirigente do Sindsep, Juneia Batista, integrante do Comitê de Mulheres pela Democracia, após o conflito e a votação do habeas corpus do Lula, deu a seguinte declaração “Nós mulheres parimos a outra metade da humanidade. Nós mulheres morremos e sofremos violência de todos os tipos só pelo fato de sermos mulheres. Nós mulheres somos a esperança e salvação dessa humanidade podre e covarde. Em dias de Habeas Corpus negado antes do trânsito em julgado só nos resta a radicalização e as ruas. Nenhum direito a menos! Lula Livre! Eleição sem Lula é fraude!!!!"

 

Já a dirigente Luba Melo acredita que “é preciso ter consciência do que está acontecendo em nosso país. É a defesa da democracia que está em jogo. Hoje prendem Lula, matam Marielle, mas amanhã pode ser qualquer um que defenda seus direitos. ”

 

Precisamos defender a democracia do nosso país, por isso mulheres trabalhadores, participem das ações do Comitê. Juntas somos mais fortes!