Notícias

03 de Julho de 2018 - 13:07

E o Serviço Funerário?

As coisas andam muito estranhas no Serviço Funerário

O então prefeito Doria, aquele que prometeu ficar até o fim do mandato na Prefeitura, mas não aguentou, se candidatou e concorrerá a governador de São Paulo. Foi embora, mas a situação é drástica no Serviço Funerário, as coisas não andam, parece que esse é o objetivo, parar tudo. Deixar sucatear, não resolver os problemas e enfim vir com a salvação milagrosa da famosa concessão, que é a privatização dos serviços.

Não vamos deixar! Não vamos “jogar a toalha”!

Já enfrentamos diversos governos e com esse não será diferente. O atual prefeito Covas, quando tomou posse, falou que estava ansioso em assumir a Prefeitura, assim como uma criança fica quando vai para a Disney pela primeira vez. O cara parece que vive em outra cidade.

 

      

 

Ainda com a Superintendente, foi dito que o TCM autorizou dar seguimento a concessão do serviço funerário ao setor privado. Reafirmamos que somos contra! Vamos solicitar uma reunião com o TCM para discutir o assunto.

 

Por conta do adiamento da licitação dos carros, voltou a conversa de remoção de motoristas para cemitérios. Em reunião com a diretora de cemitérios Sra. Monica, o Sindsep deixou claro que não aceita isso. Pois se vai ter a licitação, fica complicado para os colegas retornarem. No início do ano já houve remoção de 14 motoristas para cemitérios e velórios. Já chega né! Motoristas são para dirigir, sem desvio de função. Se for convocado entre em contato imediatamente com Sindsep.

 

O Serviço Funerário de São Paulo parece que virou fábrica de sindicância. Só no dia 31 de maio, feriadão, o Diário Oficial da Cidade publicou oito aberturas de sindicância para apurar servidores. Não sabemos o porquê, quem necessitar, deve procurar o Departamento Jurídico do Sindsep para orientações. Pois depois da sindicância pode-se abrir procedimento disciplinar ou não. Evidente que somos a favor de apurar possíveis denúncias de irregularidades. Mas salta aos olhos o tanto de abertura de sindicância. Vamos acompanhar.

 

O chefe de gabinete Thiago Dias da Silva foi nomeado Superintendente no dia 7 de junho. O que muda? Veremos. O Sindsep havia se reunido com a superintendente anterior e discutiu várias questões. Vamos solicitar nova reunião agora para colocar a pauta em dia.

 

Mais uma vez o TCM suspendeu a licitação dos carros sem motoristas. Até parece que é proposital! Segundo informações, foi questionado o tamanho da “mesa” nos carros. Seguimos acompanhando e exigindo a realização da licitação. O contrato da FVB (com carros e motoristas terceirizados) vai até setembro deste ano. Os carros operam no limite e estamos no inverno, e sabemos que a coisa pega. LICITAÇÃO JÁ! Queremos carros fúnebres, sem motoristas.

 

No Diário Oficial do dia 24 de maio, foi publicada a prorrogação do concurso de AGPP do serviço funerário por mais dois anos. Porém, até agora não chamaram nenhum concursado. Faz parte da chamada, “as coisas não andam”. Só pode ser de propósito.

 

    

Estão voltando com a abertura de covas na pá e no braço, nos cemitérios de São Paulo. Pois, não há manutenção das retroescavadeiras, que eventualmente quebram. A desculpa é que irão alugar novas, mas até agora não há licitação aberta. Não podemos deixar retroceder! Conquistamos essas condições de trabalho e não vamos perder.