Notícias

25 de Novembro de 2022 - 17:11

Em plenária conjunta de CRR e RSU, Sindsep debate próximos passos de luta

Nesta sexta-feira, 25.11, ocorreu a última Plenária de CRR (Conselho de Representantes Regionais) e RSU (Representantes Sindicais de Unidade) de forma conjunta. A plenária serviu para realizar um balanço das lutas deste ano de 2022, além de traçar quais as ações necessária para os enfrentamentos que estão por vir.

A Mesa de Abertura, que debateu Análise de Conjuntura após o fim das eleições, contou com a presença de Telma Victor, secretária de Formação da CUT-SP, Vlamir Lima, secretário de Imprensa do Sindsep, além de Luba Melo, vice-presidente do Sindsep, e Sergio Antiqueira, secretário-Geral do Sindsep.

Telma realizou uma análise sobre a situação do país e dos serviços públicos neste momento, após as eleições. Seguindo Telma, os servidores e base do movimento sindical “precisam ter representantes no legislativo, pois é lá que passam os projetos que tratam e interferem na vida da classe trabalhadora, em nossas vidas.” Telma, também, trouxe a luta da sua categoria, dos professores estaduais, que conseguiu reverter o confisco das aposentadorias dos servidores no estado de São Paulo, projeto parecido com o que foi aplicado na capital, com confisco de 14%. Em sua fala, exaltou a organização e união do movimento sindical e o apoio dos deputados estaduais ligados ao campo progressista, que tornou possível o enfrentamento ao confisco.



Já Vlamir Lima, iniciou sua fala exaltando a vontade do povo no resultado das urnas para a eleição para Presidente e que, a partir de agora, “temos que defender as nossas bandeiras para derrubar o teto de gastos, que prejudica os serviços públicos.” Além disso, no campo municipal, Lima afirmou que “em 2023, não podemos regredir dos avanços que tivemos”, relembrando a conquista dos ganhos da Campanha Salarial 2022. Ainda, Lima relembrou das lutas pela implementação do Piso Nacional no município de São Paulo, que ainda não são respeitados, como de Endemias, da Enfermagem, entre outros.

Luba Melo reforçou sobre os “21 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”, lembrando que as mulheres são maioria nos serviços públicos “tanto no balcão, quanto na frente dele”, uma vez que o atendimento é em sua maioria feita por mulheres, atendendo outras mulheres, nos hospitais, nas escolas e em todo os serviço público.

Na segunda parte da Plenária, foram debatidas as estratégias de luta para o próximo ano. João Gabriel Buonavita, presidente do Sindsep, esteve ao lado de Sergio Antiqueira nesta mesa. João Gabriel e Sergio falaram sobre a importância da união para o fortalecimento da luta, sobretudo para enfrentar os próximos desafios, como as terceirizações nos serviços públicos, a luta contra o confisco em nossas aposentadorias, a luta contra o teto de gastos, a PEC 32, pela revogação da Reforma da Previdência, entre outros.



Ao final, estas pautas de enfrentamento, junto das estratégias pensadas de enfrentamento para o próximo período, foram votadas e aceitas por unanimidade entre os presentes. Teremos um próximo ano de muitas lutas e, na força da união dos servidores públicos, ativos e aposentados, teremos novas e maiores vitórias.