Notícias

03 de Outubro de 2019 - 15:10

Liberdade para Luísa Hanoune: Sindsep participa de Coletiva de Imprensa na ALESP

A convite do metalúrgico e deputado Teonilio Barba (PT), sindicalistas e líderes de diversas entidades comprometidos com a democracia e com os movimentos sociais, se reuniram na Assembleia Legislativa de São Paulo para demonstrar apoio à líder política da Argélia, Luísa Hanoune, presa injustamente desde maio deste ano.

João Batista Gomes, secretário de Comunicação do Sindsep e secretário de Mobilização da CUT SP, representou os trabalhadores municipais na mesa. Também estiveram presentes pelo Sindsep os diretores Vlamir Lima, Ejivaldo do Espírito Santo e Manoel Norberto, além de trabalhadores públicos municipais.

Em nossa luta pelos trabalhadores, está diretamente ligada a defesa da democracia em todo o mundo, independente de onde for, por isto o Sindsep se soma na luta internacional pela liberdade de Luísa.

João Batista reiterou o compromisso com a defesa da democracia, em sua fala. “Essa campanha pela liberdade da Luísa tem que ser repercutida, pois ela tem tudo a ver com nossa luta pelas liberdades democráticas. É uma prisão política”, afirmou João.

Luísa Hanoune, líder do Partido dos Trabalhadores da Argélia desde sua criação, está presa desde o dia 9 de maio. No final de setembro, foi condenada a 15 anos de prisão por um tribunal militar. O julgamento ocorreu a portas fechadas, onde estiveram presentes apenas os advogados de defesa, Luísa foi considerada culpada de “atentado à autoridade militar” e “complô contra a autoridade do Estado”.

A Argélia passa por um momento delicado, desde a renúncia do ex-presidente Abdelaziz Bouteflika, que governou por 20 anos, há protestos constantes pelas ruas e grande apreensão a cerca do futuro do país.