Notícias

03 de Julho de 2018 - 13:07

Nível Médio: trabalhadores continuam mobilização

Os trabalhadores do Nível Médio, AGPPs e ASTs, organizados no Sindsep preparam uma mobilização reivindicando o novo plano de carreira

Depois que terminou o Grupo de Trabalho, incumbido de debater a situação da carreira do Nível Médio na Prefeitura, o governo na resposta da viabilidade das propostas apresentadas pelo Sindsep e as entidades, nada de concreto respondeu, nem que vai apresentar uma proposta ou que haverá uma mesa de negociação de fato. O sindicato continua cobrando a instalação de uma mesa de negociação mas tem consciência de que não resta outro caminho que não seja a mobilização, única forma de resolver a situação.

 

Com este intuito o sindicato tem realizado uma série de reuniões com AGPPs e agentes de apoio em diversas regiões e locais de trabalho.

 

Dezenas de trabalhadores compareceram às diferentes reuniões que já aconteceram no Edifício Martinelli (SEHAB/SMUL), na Prefeitura Regional de Cidade Tiradentes, de Pinheiros, Guianazes, Mooca, Santana/Tucuruvi, além de diversos outros locais.

 

Entre as propostas defendidas pelo Sindsep está o aumento do salário, com base em pelo menos 50% da remuneração do nível universitário. Hoje, um AGPP em início de carreira tem como salário base menos que um salário mínimo!

 

O Sindsep também defende ampliação das categorias (de 15 para 17) e dos níveis na carreira (de 2 para 3), com o enquadramento por tempo de efetivo exercício e na função para os admitidos, incluindo todos os servidores neste novo quadro.

 

Também defende o fim da data base para promoção e progressão, que impede que trabalhadores progridam por uma ou duas faltas.

 

Para isso, foi produzido um material que você pode conferir no site do sindicato, assim como a proposta enviada ao governo. Participe das reuniões e ajude a organizar a luta. Entre em contato com o Sindsep para marcar uma reunião no seu local de trabalho.

 

Concurso prorrogado

 

O concurso público com mil vagas de AGPP, foi prorrogado, mas o governo está bem longe de convocar todos os aprovados, uma necessidade diante do crescente déficit de trabalhadores do nível médio na Prefeitura.

 

Seguiremos pressionando pela convocação de novos AGPPs, uma necessidade diante da alta demanda de trabalho para a categoria.