Notícias

14 de Junho de 2022 - 11:06

Sindsep e Coren debatem critérios para a Certificação de competência dos servidores Auxiliares de Enfermagem na Prefeitura de SP

Composição urgente das Comissões de Ética em Enfermagem na Rede Municipal de Saúde de São Paulo e cobrar da administração a aplicação do piso nacional de enfermagem foram outras pautas debatidas na reunião, realizada no Sindsep.

A direção do Sindsep, junto aos representantes do Conselho Federal de Enfermagem - Cofen/Comissão Nacional dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem (Conatenf) e Conselho Regional de Enfermagem (Coren-SP), se reuniu essa semana para discutir a validação de Auxiliares de Enfermagem em Técnicos de Enfermagem na Prefeitura de São Paulo, conforme Resolução do Cofen 683/2021.
 
O motivo da reunião, entre as duas entidades, foi estabelecer critérios para a Certificação de competência dos servidores Auxiliares de Enfermagem, que serão validados como técnicos de enfermagem. Os diretores também debateram a necessidade de cobrar da administração a aplicação do piso nacional de enfermagem, aprovado pelo Senado Federal, no início deste mês (PEC 11/22), prevendo salário inicial para enfermeiros no valor de R$ 4.750, R$ 3.325 (70%) para os técnicos de enfermagem e R$ 2.375 (50%) para os auxiliares de enfermagem e as parteiras.
 
Outra pauta debatida pelos diretores foi a necessidade de composição urgente das Comissões de Ética em Enfermagem na Rede Municipal de Saúde de São Paulo, com papel autônomo desempenham uma função educativa, consultiva e fiscalizadora do exercício profissional e ético dos profissionais de enfermagem.
 
Estiveram presentes na reunião, as diretoras do Sindsep Flávia Anunciação (Trabalhadores da Saúde) e Lourdes Estevão (Políticas Sociais), o coordenador de Região Sul, Douglas Cardozo, Maria José, representando Jefferson Caproni, que é membro da Comissão Nacional dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem (Conatenf), vinculada ao Cofen, e Gesus Andrade, da direção do Conselho Regional de Enfermagem (Coren-SP).