Notícias

06 de Julho de 2018 - 09:07

Sindsep participa de Ato e entrega de petição na SVMA em defesa do Ibirapuera

Vitória na defesa do CECCO Ibirapuera e Campo Experimental

Os dirigentes do Sindsep, Bergair Valentino e Fernando do Amaral, participaram de um ato para realizar a entrega coletiva de uma petição com mais de três mil assinaturas na Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente, na tarde da terça-feira, 3 de julho.

Também participaram da entrega cerca de 50 usuários desses serviços ameaçados, assim como servidores municipais da Secretaria de Saúde, do Verde e de outras unidades, a vereadora do PT, Juliana Cardoso e o deputado estadual do PT Adriano Diogo (que já foi secretário municipal da SVMA).

 

Essa petição representa o movimento contra as ameaças ao Campo Experimental da Escola Municipal de Jardinagem e ao CECCO Ibirapuera - Centro de Convivência e Cooperativa, presentes no Edital Internacional 001/2018, de concessão dos Parques Municipais Ibirapuera, Eucaliptos e outros. E foi endereçada também a Secretaria Municipal de Desestatização e Parcerias.

No Campo Experimental da Escola Municipal de Jardinagem da UMAPAZ se pode realizar na prática o preparo da terra, das mudas, compostagem, o planejamento, plantio e manutenção de canteiros e jardins. Atende anualmente cerca de 10.000 pessoas há mais de 40 anos em relevantes trabalhos em parceria com outros órgãos municipais, estaduais, em consonância com diversas políticas públicas, escolas públicas e particulares e até o Exército Brasileiro.

O CECCO - Centro de Convivência e Cooperativa - faz parte da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) da Secretaria Municipal de Saúde e tem seus princípios e fundamentação na Reforma Psiquiátrica Brasileira. Ele organiza suas ações formando grupos heterogêneos: pessoas com transtornos mentais, deficiências diversas, vulnerabilidades sociais e população geral, trabalhando na Prevenção e Promoção de Saúde, através da convivência e reinserção psicossocial.

As pessoas que participaram dessa atividade puderam em alto e bom som manifestar seu repúdio à ameaça representada pelo edital, mostrando que está mais do que clara a sanha privatista da atual gestão municipal que despreza o interesse público e privilegia como pode, o interesse dos grupos privados com os quais mantém relações comerciais. A diretora Bergair, resgatou na sua fala a importância do movimento São Paulo Não Está a Venda.

A vereadora Juliana Cardoso e o deputado estadual, Adriano Diogo, também fizeram uso da palavra manifestando seu apoio ao movimento. Adriano denunciou a intenção da gestão em privatizar até os cemitérios, em que ameaça promover a incineração de mais de 50 mil ossadas existentes nos cemitérios municipais.

Em seguida às falas, criou-se uma comissão dentre os presentes que subiu ao gabinete do Secretário do Verde e Meio Ambiente, para apresentar nossas críticas em relação ao edital. Coube ao Sr. Rodrigo Ravena - chefe de gabinete do secretário – receber a Comissão, que deixou clara sua indignação diante das ameaças dessa concessão. É inaceitável que o Campo Experimental da Escola de Jardinagem ou mesmo o CECCO sejam prejudicados pelo Edital. Ravena tentou relativizar essas ameaças, mas o risco existe.

 

O representante do Sindsep anunciou que o Departamento Jurídico da entidade entrou com uma ação junto ao Ministério Público, onde se pede, dentre outras coisas, que seja suspensa liminarmente a abertura dos envelopes, marcada para o dia 12 de julho.

O deputado estadual, apresentou uma informação que surpreendeu todos que estavam presentes, afirmando que existe uma área de cerca de 45 mil metros quadrados, altamente permeável, que já foi legalmente incorporada ao Parque do Ibirapuera mas não está considerada nos cálculos do edital. Com isso, cria-se uma esperança de que uma revisão criteriosa dos cálculos supere as ameaças colocadas.

O Sindsep segue lutando contra as concessões e as privatizações e contra os desmontes iniciados por João Doria e perpetuado agora por Bruno Covas. 
Reafirmamos: - São Paulo Não Está a Venda!