Notícias

08 de Agosto de 2019 - 10:08

Trabalhadores e usuários da UBS Jardim Vera Cruz se reúnem com secretário da Saúde contra entrega do unidade pública para administração de entidade privada

Organizações Sociais: NÃO!

Trabalhadores e usuários da UBS Jardim Vera Cruz se reúnem com secretário da Saúde contra entrega do unidade pública para administração de entidade privada

O Sindsep, juntamente com o Simesp (Sindicato dos Médicos), trabalhadores da UBS e usuários se reuniram em frente à Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para cobrar da administração que não entregue a UBS Jardim Vera Cruz para as Organizações Sociais da saúde (OSs).

Os usuários, trabalhadores e, até mesmo, o conselho gestor da UBS foram pegos de surpresa com a terceirização saindo no Diário Oficial, não houve nenhum diálogo por parte do secretário, Edson Aparecido, ou do prefeito Bruno Covas (PSDB).

Segundo Juliana Salles, diretora do Sindicato dos Médicos de São Paulo, o secretário afirma que recebeu relatórios dando conta de improdutividade da UBS, mas isto não condiz com a realidade, uma vez que há atendimento de qualidade na unidade, o que falta são AGPPs para realizar os registros. Sucateia-se o serviço público e terceiriza/privatiza para as Organizações Sociais.

Vlamir Lima, diretor do Sindsep, frisou que os usuários defendem que se mantenha a administração direta na unidade. “Os representantes da população no conselho falaram da importância da unidade continuar na rede direta, pelos trabalhos que vem prestando e desenvolvendo na comunidade.”

Como encaminhamento da reunião, o secretário visitará a UBS, ainda sem data definida, para verificar as condições de atendimento à população.

O risco atual é que todas as unidades que hoje estão na administração direta sejam terceirizadas, pois neste e no próximo ano, os contratos de gestão estão vencendo os 50 meses de contrato, trazendo a chance para o governo de realizar novos contratos que englobem todas as unidades, inclusive o SAMU e os Hospitais.