Notícias

23 de Maio de 2012 - 00:05

Campanha Salarial 2012 - Servidores lotam Câmara Municipal em ato por reajuste de Salário

A fria tarde de terça-feira (22/5) tomou outra temperatura com a manifestação dos servidores públicos do município de São Paulo. Mais de 500 companheiros participaram da Audiência Pública com os vereadores. O assunto em pauta era o Projeto de Lei 155 do prefeito Kassab que reajusta o salário dos servidores em 0,01%. O reajuste é insuficiente para comprar uma bala.

A atividade começou com a apresentação de dados econômicos da Prefeitura. O governo insiste que houve aumentos acima de qualquer índice de inflação, mas todos os servidores sabem que isso não corresponde com a realidade. Os salários são baixos e os reajustes são altos apenas para prefeito, vereadores, secretários e subprefeitos.

O governo tentou discutir apenas as gratificações. Mas os dirigentes que não são bobos desmascaram rapidamente a cilada. O tema em discussão era 0,01% de reajuste. E contra um número tão contundente não é possível se discutir. A ocasião não era a propícia para brincar de maquiar números. O Piso de R$ 440,00 revela o tamanho da defasagem salarial que não acompanha nem mesmo o salário mínimo.

Além do alto escalão do governo e do sempre ausente prefeito Kassab, os vereadores não compareceram em número suficiente na Sessão. Para o Sindsep ficou a clara impressão que não houve respeito suficiente com os trabalhadores. Porque os vereadores não participaram? Porque os secretários não vieram?

O Sindsep apresentou uma proposta que pode diminuir o prejuízo dos servidores ainda em 2012. Sabendo que a Lei Eleitoral impossibilita o pagamento de tudo o que o governo nos deve de reajuste, propomos a recomposição da inflação de 2011 e 2012. Leia documento abaixo.



Comissão de Constituição e Justiça e Legislação Participativa
AOS
VEREADORES DE SÃO PAULO

O Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias do Município de São Paulo – SINDSEP iniciou o ano de 2012 protocolando nossa pauta de reivindicações ao governo municipal em 20/01/2012 e também na abertura dos trabalhadores legislativos.

Nossa principal reivindicação é a mudança da atual lei salarial e a reposição das perdas salariais de janeiro de 2004 a dezembro de 2011 que chegam a 47,46%, bem como aumento real de 15% em 2012.

Infelizmente, até o momento, o governo municipal não se dignou a apresentar proposta alguma à nossa pauta de reivindicações, no entanto, o prefeito enviou a esta casa o PL 0155/12 que prevê em seu artigo 1º:
Inciso I: reajuste de 0,01% retroativo a maio de 2011 e; Inciso II: reajuste de 0,01% a partir de maio de 2012. Esse projeto causou uma indignação aos servidores municipais: COMO ISSO É POSSÍVEL? São anos e anos que os sucessivos governos municipais não repõem nem mesmo as perdas inflacionárias e os servidores amargam perdas salariais enormes.
Senhores Vereadores
O SINDSEP se dirige aos senhores que irão votar esse Projeto de Lei para lhes dizer: NÃO ACEITEM ISSO!!
Os servidores municipais merecem muito mais.

Temos clareza que estamos em ano eleitoral e vão nos dizer que dar reajuste de 47,56% não é possível por conta da lei eleitoral, no entanto, propomos então que se inicie uma política de reposição anual de inflação, dessa forma propomos a seguinte emenda ao PL 155/12, em seu artigo 1º:
Inciso I: reposição salarial de 7,33% a partir de 1º de maio de 2011, de acordo com o índice apurado pelo DIEESE; Inciso II: reposição salarial de 5,37% a partir de 1º de maio de 2012, de acordo com o índice apurado pelo DIEESE. Entendemos que dessa forma se inicie uma política de reposição salarial anual para garantir o poder aquisitivo dos servidores municipais da maior cidade desse país.

Dessa forma, solicitamos vosso apoio à nossa emenda e estamos abertos para apresentarmos nossos argumentos.
Atenciosamente,

Irene Batista de Paula Vlamir Lima
&n