Política

22 de Janeiro de 2020 - 10:01

Sindsep recebe visita de sindicalistas canadenses

A direção do Sindsep-SP recebeu, na última terça-feira (21), a visita da companheira Archana Rampure, do Sindicato Nacional de Trabalhadores Municipais do Canadá (Canadian Union of Public Employees - CUPE) e do companheiro Euan Gibb, assistente regional da Internacional de Serviços Públicos (ISP).

 

O presidente do Sindsep, Sérgio Antiqueira, e o secretário de Saúde do Trabalhador, Roberto Alves da Silva, se reuniram com os visitantes e puderam trocar informações sobre a realidade do sindicalismo e dos serviços públicos dos dois países, numa conjuntura de privatizações comandada por governos conservadores.

 

O canadense Gibb, graduado em Estudos de Trabalho pela Universidade McMaster (Canadá), mestre em Políticas de Trabalho e Globalização pela Universidade de Kassel (Alemanha), falou sobre as estratégias dos sindicatos do Canadá para reagir aos ataques aos direitos sindicais ocorridos durante uma década de governo conservador. Ele valorizou o trabalho de formiguinha, na base.

 

Dona de uma trajetória de importantes lutas em favor da classe trabalhadora, a indiana Archana Rampure, radicada no Canadá, também defendeu a ação que vem desempenhando ao lado de funcionários e membros em campanhas que vão da proteção da saúde pública à manutenção de serviços de água públicos no país. Embora o Canadá figure entre os países ricos, Rampure disse que a política neoliberal adotada pelos governos conservadores vêm impondo a terceirização e privatização dos bens públicos.

 

O vice-presidente João Gabriel e as dirigentes Solange Cristina Ribeiro (Finanças) e Luba Melo (Atenção Mulher) também relataram sobre o processo de enfrentamento, por meio de greves, atos e mobilizações sem pausa desde 2018, ao desmonte dos serviços públicos e ataques aos trabalhadores do setor público, impostos pelos governos Bolsonaro e Covas/Doria.

 

Retirada de direitos, desmonte de serviços e a ampliação das terceirizações, que já assolavam a saúde e que agora atingem fortemente a educação, foram alguns dos pontos destacados na reunião com os sindicalistas canadenses, assim como a disposição de avançar de forma unitária na luta em 2020, com paralisações e greves dos servidores da União, dos estados e municípios.

 

 

Dá esq.à dir.: Luba Melo, Archana Rampure (CUPE), Solange Ribeiro, João Gabriel, Euan Gibb (ISP), Sérgio Antiqueira e Roberto da Silva.