Saúde

11 de Novembro de 2013 - 15:11

Carta entregue ao Prefeito Fernando Haddad

 

À

Prefeitura Municipal de São Paulo

Exmo. Sr Fernando Haddad – Gabinete do prefeito

 

São Paulo, 06 de Novembro de 2013.

 

Hoje, a temática da saúde pública está sob os holofotes das disputas políticas, das discussões na sociedade, e das pautas midiáticas. As entidades representantes dos trabalhadores da saúde que ora subscrevem, compartilham do entendimento de que a garantia da qualidade e universalidade nos atendimentos de saúde pública é essencial para uma cidade mais justa e democrática. Estamos cientes, também, de que uma boa política de recursos humanos é estratégica para atrair e assegurar a permanência dos profissionais responsáveis pela qualidade nos atendimentos à população.

Sabemos do papel central adotado para o tema em vosso programa de governo, no entanto, as negociações sobre a carreira dos profissionais da saúde vêm se arrastando desde o mês de março sem que uma única proposta tenha sido apresentada à categoria, gerando desconfiança, desconforto e até mesmo revolta. O anúncio de uma proposta de reajuste salarial e de reformulação da estrutura de carreira para a saúde tem sido sistematicamente protelado e já contamos com menos de dois meses para o encerramento do primeiro ano de governo. Por outro lado, profissionais continuam sendo contratados por Organizações Sociais (OSs) com salários superiores aos trabalhadores da administração direta e autarquias, mesmo com o fechamento de leitos e redução de serviços por conta de contratos mal estabelecidos com essas mesmas organizações.

Os trabalhadores e trabalhadoras do setor da saúde pública municipal, que deveriam estar neste momento debatendo a proposta do governo Fernando Haddad, estão, junto às nossas entidades, se mobilizando e organizando ações para que se concretizem os compromissos assumidos em campanha e durante o primeiro ano de governo.

Nesse sentido, e na busca de manutenção das relações de confiança necessárias à boa negociação, contamos com que até o dia 08 de novembro tenhamos em mãos a proposta da administração para a valorização dos trabalhadores da saúde pública municipal, uma vez que ela já existe e aguarda somente o posicionamento do Sr. Prefeito. A apresentação de tal proposta é urgente e necessária para que tenhamos tempo hábil de realizar um debate qualificado e que, assim, possamos concluir boas negociações.

Sem mais a acrescentar e certo de vossa compreensão e colaboração,

Bancada Sindical de Saúde no Município de São Paulo: AOPSP – Associação Odontológica da Prefeitura de São Paulo; Associação Auxiliares de Enfermagem da Prefeitura do Município de São Paulo; SEESP – Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo; SIMESP – Sindicato dos Médicos de São Paulo; SINDSAÚDE-SP – Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Saúde no Estado de São Paulo; SINDSEP - Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias no Município de São Paulo; SINFAR-SP – Sindicato dos Farmacêuticos no Estado de São Paulo; SINPSI-SP – Sindicato dos Psicólogos do Estado de São Paulo; SOESP - Sindicato dos Odontologistas do Estado de São Paulo.