Saúde

20 de Agosto de 2020 - 08:08

COVISA | Resultados da reunião dos trabalhadores, Sindsep, Conselho Municipal de Saúde e o novo coordenador

Área técnica da Secretaria de Saúde e novo coordenador acataram as propostas do Sindsep e trabalhadores. Uma nova reunião foi pedida com o secretário para esta quinta (20), após a extraordinária do pleno do Conselho Municipal de Saúde.

Uma série de questionamentos foram feitos ao novo coordenador da Covisa (Coordenação de Vigilância em Saúde), na tarde de quarta-feira (19), em reunião que teve as presenças de dirigente do Sindsep, representantes do Conselho Municipal de Saúde, dos trabalhadores do órgão de saúde e da ára técnica da Secretaria Municipal de Saúde.
 
Estavam presentes à reunião, realizada logo após a assembleia em frente à Covisa devido às remoções ilegais de 257 servidores, pela gestão: Ivanildes, Helena Zaio, Fábio Salles e Luiz Arthur, que assumiu a Coordenação de Vigilância em Saúde; coordenadora da região Centro do Sindsep, Flávia Anunciação, que é também integrante do Conselho Municipal de Saúde, Leandro Valquer, do Conselho Municipal de Saúde, além dos quatro servidores da Covisa: Carmem, Manoel, Karina e André.
 
Segundo Flávia, a discussão questionou ponto a ponto o processo conturbado da publicação do decreto e portaria de desestruturação da Covisa, em edição extra do Diário Oficial do Município. "Sensibilizamos a gestão que nos disse concordar com o questionamento". 
 
Apóso debate, a comissão de trabalhadores e representantes, que se reuniu com a gestão, apresentou as seguintes propostas:
 
- Retificação e complemento da portaria à luz dos questionamentos colocados pelos trabalhadores;  
 
- Que se estabeleça um processo de transição gradual, pactuado com os trabalhadores, para garantir o pleno funcionamento da Covisa; 
 
- Estrutura e ambiência apropriada para que as pessoas possam desenvolver suas atividades profissionais adequadamente nos novos locais de trabalho; 
 
- Capacitação e treinamento das equipes removidas para os territórios; 
 
- Reavaliação e debate dos critérios de remoção da reestruturação realizada pela SMS;  
 
- Comunicação apropriada à população sobre as mudanças, com a devida orientação sobre como encaminhar as demandas antes centralizadas na Covisa, e que agora foram descentralizadas.
 
 
A comissão de trabalhadores da Covisa e o Sindicato reforçaram a necessidade de garantir o que foi dito pelo secretário Municipal de Saúde, Edson Aparecido, de que o trabalhador/a que não queiram sair da Covisa possam seguir trabalhando na sede da Coordenação da Vigilância em Saúde. 
 
Todas as propostas feitas pelo Sindsep, representantes dos trabalhadores e do Conselho Municipal de Saúde foram acatadas pela área técnica da Secretaria Municipal de Saúde. Uma nova reunião da comissão de trabalhadores e Sindsep com o secretário de Saúde foi solicitada para esta quinta (20), logo após o pleno extraordinário do Conselho Municipal de Saúde. "Esperamos que seja hoje ainda a reunião com o secretário, para que ele possa responder ao pleito dos trabalhadores".  
 
 
TODOS AO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE: HOJE, ÀS 14H
 
A reunião extraordinária do pleno do Conselho Municipal da Saúde acontecerá nesta quinta (20), às 14h, para discutir as mudanças na Covisa e os impactos para a saúde pública. "Chamamos todos os trabalhadores afetados na Covisa para participarem da reunião, que será na sala de reuniões do Conselho Municipal de Saúde de São Paulo, que fica dentro do prédio da Secretaria de Saúde, na Rua General Jardim, 36 – 4º andar, próximo do metrô República. O controle social vai ouvir a experiência e o significado do impacto da desestruturação da Covisa para toda a cidade", reforçou Flávia.