Saúde

13 de Novembro de 2020 - 11:11

Em período eleitoral Bruno Covas faz campanha de vacinação antirrábica com vacinas próximas ao vencimento

A campanha de vacinação contra a raiva deveria acontecer todos os anos na cidade de São Paulo no mês de agosto, mas o prefeito Bruno Covas ficou dois anos sem realizar e agora nas vésperas das eleições, na busca desenfreada pela reeleição, em 3 de novembro, resolver vacinar os animais. 
 
 
No entanto, há informações que unidades da SUVIS da Zona Sul estão ministrando antirrábicas próximas ao vencimento. Algumas unidades se recusaram a usar estas vacinas. Mas noutras unidades que estão realizando o trabalho as filas são enormes.
 
 
Lembrando que a vacina antirrábica é a única forma de prevenção segura contra a raiva e deve ser ministrada nos cães e gatos anualmente. É uma doença incurável nos animais, e pode ser transmitida para os seres humanos, sendo fatal para ambos.
 
 
 
O desmonte na saúde
 
Além de fazer uso de vacinas perto do vencimento, o prefeito Bruno Covas vem promovendo um verdadeiro desmonte na saúde pública municipal. Nas vésperas de iniciar o período eleitoral, ele promoveu o desmonte da Covisa, deixando a cidade de São Paulo desassistida em meio a pandemia de Coronavírus. Cerca de 257 trabalhadores foram enviados para unidades sem estrutura para recebê-los, muitas sem mesa, cadeira, computador ou telefone para os mesmos. 
 
 
Os trabalhadores estão alocados em áreas diversas da cidade sem o aproveitamento de suas expertises. Servidores prestes a se aposentar sendo removidos para outras unidades. 
 
 
O prefeito Bruno Covas segue impondo o desmonte da Covisa e atacando os serviços públicos em geral. Não podemos aceitar, pois a população será a mais prejudicada.