Saúde

03 de Fevereiro de 2020 - 16:02

Gestão Covas deixa servidores da Covisa sem água

Sindsep entregará água potável aos trabalhadores e trabalhadoras da Covisa; ato, na próxima quinta (6), é em protesto à desestruturação da Covisa

 
 
Na próxima quinta-feira (6), o Sindsep-SP estará com os trabalhadores e trabalhadoras da Coordenação de Vigilância em Saúde (Covisa), num ato de protesto. Os manifestantes entregarão água potável aos trabalhadores que estão sem  bebedouros no prédio há cerca de um mês.
 
Parede da Covisa, onde ficava um dos bebedouros.
 
 
A prefeitura alega “contrato vencido com fornecedor” e este não é o único problema que vem atravessando a Coordenação de Vigilância em Saúde (Covisa), responsável pela prevenção e controle de doenças transmissíveis, vigilância de fatores de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis, saúde ambiental, saúde do trabalhador e também pela análise de situação de saúde da população. 
 
 
Na verdade, essa política faz parte do desmonte que vem sendo realizado no setor, onde atuam mais de 770 técnicos na administração central da Covisa. Como único órgão independente, a Covisa é responsável pela fiscalização de serviços públicos da administração direta, sob gestão de OSS e serviços  contratados, além de manter parcerias colaborativas com o Ministério Público.
 
 
O ato desta quinta-feira (6) também servirá para denunciar o desmonte do órgão independente, que realiza auditoria técnica sistematizada e controle de qualidade dos equipamentos de saúde.