Saúde

23 de Abril de 2019 - 10:04

ORIENTAÇÕES SOBRE A GREVE DO SAMU

A assembleia dos trabalhadores/as do SAMU, realizada na tarde da última quinta-feira, 18 de abril, rejeitou a proposta, enviada por meio de oficio ao Sindsep da Secretária Municipal de Saúde, por não contemplar as reivindicações dos trabalhadores.

 

Portanto, os trabalhadores aprovaram por unanimidade a realização de uma greve por tempo indeterminado. Mas para que a greve funcione de forma efetiva, precisa cumprir algumas normas.

 

  • Manter pelo menos 30% das equipes e ambulâncias operando;
  • Os trabalhadores precisam se organizar de forma a saber que equipes trabalharão ou não em seus respectivos plantões, até o dia 23 de abril, às 7 horas da manhã;
  • Os trabalhadores que aderirem a greve não deverão comparecer em sua base ou ponto de assistência, não deverão assinar o ponto, bem como dar QAP na ambulância/equipe;
  • Os trabalhadores que permanecerem em plantão não irão realizar operação padrão.

 

CONFIRA A AGENDA DA GREVE! PARTICIPE!

7 HORAS: Início da greve por tempo indeterminado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - SAMU da cidade de São Paulo

13 HORAS: Assembleia dos Trabalhadores do SAMU no Sindsep-SP (Rua da Quitanda, 101)

 

13 HORAS: Comissão de Saúde da Câmara Municipal de São Paulo

 

TODA AJUDA É BEM-VINDA!

  • Vamos pedir para a população ligar para o 156 (por telefone ou por aplicativo) e fazer uma reclamação sobre a desestruturação do SAMU de São Paulo;
  • Há exemplares da CARTA ABERTA À POPULAÇÃO denunciando o desmonte do SAMU. Pegue na Sede do Sindsep e distribua em sua região.

 

SAMUZEIROS E SAMUZEIRAS

Juntos somos fortes! Força até a vitória!

Não ao fechamento de Bases!

Não aos muquifos! 

Não aos vazios assistenciais!

Prefeito Bruno Covas, abra negociação de verdade com os trabalhadores/as!