Saúde

13 de Janeiro de 2022 - 11:01

Sindsep realiza ato contra a terceirização no Hospital do Tatuapé

Sindsep, servidoras, servidoras e usuários, realizaram na manhã desta quarta-feira (12), um ato contra a terceirização e entrada das Organizações Sociais – OSS, em frente ao Hospital Municipal Dr. Cármino Caricchio, mais conhecido como Hospital do Tatuapé, na Zona Leste.

 

O governo de Ricardo Nunes insiste em entregar o hospital para a iniciativa privada e entre eles que quer terceirizar é a unidade de queimados, referência no estado. “Trocando servidores com mais de 30 anos de experiência, por trabalhadores terceirizados com 6 meses de experiência”, declarou Alexandre Giannecchini, coordenador da região pelo Sindsep.

Servidores realizaram falas falando sobre a situação enfrentadas, de como se sentem sendo jogados de um lado para o outro, sobre o fatiamento do Tatuapé que é terceirizado em partes, devido a sua complexidade.

 

A perseguição sofrida pelos servidores por parte da gestão autoritária do hospital que persegue e tenta desmobilizar os servidores. João Gabriel Buonavita, lembrou que no início da pandemia os servidores do hospital foram os primeiros a se levantar e denunciar a falta de EPIs, e que muitos pagaram um preço muito alto sendo transferidos para unidades distantes de suas residências.

 

“É importante que cada um e cada uma saiba que nos trabalhadores temos direito de nos organizar, que nós trabalhadores temos o direito de denunciar o que está acontecendo na saúde pública e neste hospital e que não vai ser um diretor autoritário que vai impedir a luta dos trabalhadores e trabalhadoras deste hospital.”

Ao final do ato, os participantes deram um abraço simbólico no hospital, aos gritos de “Não, não a terceirização”, para alertar a população sobre os riscos da terceirização do sistema público.