Saúde

23 de Abril de 2019 - 12:04

Trabalhadores do Samu entregam dossiê denúncia ao Ministério Público

Os trabalhadores entregaram um Dossiê sobre as condições de atendimento à população e trabalho após a reestruturação do SAMU pela Prefeitura de São Paulo

Uma comissão formada por trabalhadores do Samu, dirigentes do Sindsep, compareceu ao Ministério Público Estadual, na tarde desta segunda-feira,22 de abril, para participar de uma reunião na qual entregaram um dossiê com as denúncias dos trabalhadores sobre as terríveis condições de trabalho e atendimento à população que a reestruturação iniciada com a aplicação da Portaria 190/19 da Secretaria Municipal de Saúde.

 

Portaria que deu início em 23 de março a chamada "descentralização" do SAMU, a qual significou o fechamento de 31 bases e o deslocamento das equipes para "pontos de atendimento" em unidades de saúde municipal (UBSs, AMAs, UPAs, Hospitais). Muitos destes pontos de atendimento não funcionam no período da noite e nem nos finais de semana, o que prejudica ainda mais os trabalhadores do SAMU.

 

Além disso, estes locais não possuem nenhuma estrutura para a instalação e funcionamento adequado das equipes, prejudicando o tempo e as condições de atendimento à população. Em vários dos chamados "pontos de atendimento" (verdadeiros muquifos) não há condições para higienização das ambulâncias. Muitos deles não há local para limpeza dos trabalhadores (chuveiros e vestiários) após as ocorrências.

 

Não podemos aceitar esse desmonte do SAMU, que prejudica os trabalhadores, mas também a população, que em várias regiões da cidade com o fechamento das bases se encontram desassistidas. Queremos um SAMU público e de qualidade!

 

Confira o dossiê entregue ao Ministério Público